FORMAS DE PAGAMENTO: 5 OPÇÕES PARA RECEBER O SEU DINHEIRO

Vender doces não é tão simples quanto parece, como qualquer negócio surgem imprevistos e dificuldades ao longo do tempo, você sabe muito bem disso. Quando o negócio começa a crescer surgem detalhes que você não pode deixar passar despercebidos, um deles são as formas de pagamento.

Apesar do termo forma de pagamento, para você que não está no papel de consumidor e sim no papel de vendedor, é a forma como o dinheiro vai chegar até você.

Ao longo da história a economia e o comércio foram se desenvolvendo e se modernizando. À medida que isso aconteceu foram surgindo diversas maneiras de facilitar transações entre as partes interessadas, ou seja, o comprador e o vendedor.

Tenho certeza que você já utilizou todas as opções que vou descrever para você, ou quase todas, mas quero te convidar a olhar alguns detalhes, vantagens e desvantagens de cada uma destas formas. Quero te ajudar a escolher boas formas de pagamento para seu negócio.

FORMAS DE PAGAMENTO: AS OPÇÕES

formas de pagamento para lojas de doces1 – Dinheiro

Esta é a forma mais comum e simples que você tem de receber pelo seu produto. Em especial caso o seu trabalho seja baseado em uma venda direta, como a venda porta a porta ou a venda em faculdades, provavelmente boa parte do que você recebe é a vista e em dinheiro vivo. Vamos ser sinceros, é a melhor opção em especial para quem está começando. Para aqueles que trabalham com grandes encomendas, talvez não seja a forma de pagamento ideal, devido ao risco de transitar com grande volume de dinheiro hoje em dia.

2 – Cheque

O cheque tem perdido seu espaço nos últimos anos, mas ainda é utilizado por muita gente. Apesar de ser um documento bancário ele não tem muitas garantias quanto à certeza do pagamento, é comum hoje em dia a prática da utilização de cheques sem fundo. Muitos comércios já não aceitam de forma alguma o pagamento com cheques. Uma dica é que você deve aceitar cheques somente de pessoas que você conhece e tem a certeza de que são bons clientes, evite esta forma de recebimento.

3– Cartão de Crédito e Débito

A utilização de cartões de crédito e débito é com certeza um facilitador para quem compra e quem vende. A questão é que você deve estar atento às taxas que são cobradas de você pela operação do cartão, você estará sujeito às seguintes taxas:

  • Taxa de adesão;
  • Taxa de aluguel da “maquininha”;
  • Taxa de administração cobrada em cada venda (5,0%);
  • Taxa de antecipação de recebíveis;

Além do custo com a linha telefônica ou Internet. É importante para seu comércio aceitar cartões hoje em dia? Com certeza. Mas, antes de contratar estes serviços avalie se no momento é realmente necessário e veja como repassar estes custos para seus clientes. Não vale a pena utilizar estas duas formas de pagamento se você não tem uma demanda muito grande por pagamento com cartão.

4– Boleto Bancário

O boleto é uma forma segura de pagamento, é simples e fácil de ser emitido. Você consegue com uma conta em determinados bancos emitir com facilidade boletos para sua clientela. O pagamento do boleto pode ser realizado em qualquer lugar, inclusive em casas lotéricas ou em bancos online, isso facilita muito para seus clientes. Para a emissão de boletos é cobrada uma taxa que varia conforme o banco que você utiliza, este valor pode variar de 1 a 10 reais por boleto emitido. Então priorize o pagamento por boleto para valores maiores, pequenos valores poderão ser inviabilizados pela taxa de emissão. Caso você trabalhe com revenda de doces esta é uma boa opção para receber de seus revendedores.

5– Transferência Bancária

Esta é uma das melhores opções. Você não corre o risco de transitar com grandes valores e nem é obrigado a pagar taxas para emissão de boletos ou empresas de cartão de crédito. É cada vez mais utilizada em encomendas, quando o cliente já faz o depósito até mesmo antes de receber os produtos. A Internet e os aplicativos bancários facilitam muito o pagamento por transferência bancária. Caso você ainda não utilize esta forma de receber o seu dinheiro você pode ir pensando em como viabilizá-la.

À VISTA OU A PRAZO (FIADO)

Boa parte das operações acima podem ser realizadas tanto à vista quanto a prazo. O fato de você proporcionar ao seu cliente um tempo para que ele pague a conta é uma opção sua, uma forma de proporcionar uma facilidade a mais para que seu produto seja adquirido. A antiga “caderneta” ainda é utilizada em diversos lugares.

Não existe certo ou errado, existe uma opção. Você pode fazer a opção por não vender fiado, mas pode perder alguns clientes por causa disso, mas se previne de alguns imprevistos também. Ou você pode fazer a opção de vender fiado com algumas regras, como acima de determinado valor, somente com o cartão de crédito, ou com emissão de boleto bancário.

É você que tem que avaliar a relação com sua clientela e o que será bom para ambas as partes. Ter dinheiro na mão todos os dias é uma grande vantagem, entretanto receber uma quantia maior de 30 em 30 dias também não é uma má opção.

Deixe seu comentário neste artigo, nos conte um pouco sobre as formas de pagamento que tem dado certo no seu negócio.

Compartilhe este artigo com seus amigos, aproveite é rapidinho, só clicar na rede social de sua preferência abaixo.

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!