FINANÇAS Eduardo Daldegan

FLUXO DE CAIXA: APRENDA AGORA EM 5 PASSOS SIMPLES

Quando tratamos de dinheiro aqui no Blog Vender Chocolate temos um lema, quanto mais você cuida dele, mais ele cresce. Para você que está começando seu negócio é importante controlar a vida financeira da sua empresa. É hora de aprender a fazer um fluxo de caixa simples e eficiente.

O endividamento é muito comum em pequenas empresas, quando o dono menos espera ele vê diversas contas para pagar e nenhum dinheiro em caixa, a organização do seu negócio vai possibilitar que este tipo de situação seja evitada.

Para elaborar um bom fluxo de caixa é necessário que você tenha disciplina para anotar todas as despesas e todas entradas de sua despesa, o controle diário é essencial. A análise deste controle pode ser feita semanalmente ou mensalmente, você quem decidirá este período, mas o apontamento das despesas e entradas deve ser feito diariamente.

5 PASSOS SIMPLES E EFICAZES

Como fazer um bom fluxo de caixa.É importante que você faça das ferramentas de gestão um facilitador para seu dia a dia, se você não tem o hábito de controlar sua vida financeira e as finanças do seu negócio no início vai parecer um pouco difícil o controle diário, mas faça disso um bom hábito para o resto da sua vida.

O controle financeiro interno de uma empresa não substitui o trabalho do seu contador, suas funções são totalmente distintas. O contador vai cumprir com as obrigações fiscais e contábeis do seu negócio, o gerenciamento de quanto você precisa pagar e quanto você vai receber é uma obrigação sua.

Vamos então aos 5 passos para a realização do seu fluxo de caixa.

1 – Controle a movimentação financeira diária

Anote toda a movimentação financeira diária, não deixe passar nada. Todas as pequenas vendas e todas as contas pagas. Você pode fazer um controle simples com um formulário onde você possa descrever o tipo de despesa ou receita e o valor de cada item.

Este controle deve ser diário. Anote também como foram feitas estas operações, você recebeu em dinheiro, pagou no cartão de débito, é importante você anotar este tipo de detalhe. Assim, você pode acompanhar diariamente sua conta no banco, tudo que acontece na conta bancária de sua empresa deve ser apontado no controle financeiro.

2 – Organize as contas a pagar

Você poderá fazer muitas compras a prazo, talvez você compra com seus fornecedores com prazo de 30 dias. É importante você organizar suas contas a pagar e com o fluxo de caixa você poderá se preparar para pagar estas contas em dia.

É importante ressaltar que as contas só deverão ser anotadas no fluxo de caixa no dia que elas efetivamente forem pagas, não no dia da compra. Caso você trabalhe com cheques e deu um cheque pré-datado, ele deverá entrar no fluxo de caixa no dia da compensação.

Assim também é válido para o cartão de crédito, compras feitas com o cartão de crédito devem entrar no fluxo de caixa no dia do pagamento da fatura do cartão de crédito. Faça um cadastro com todas as contas a pagar, é importante conter neste cadastro a data da compra e a data do pagamento, o fornecedor, a descrição da compra, valor e o que você utilizou para efetivar a compra, o cartão de crédito ou o cheque.

3 – Organize as contas a receber

Para quem fornece doces e bombons para clientes maiores é possível que seja necessário trabalhar com vendas a prazo. Talvez você tenha o hábito de vender com o prazo de 15 ou 30 dias, em um mercado muito concorrido isso acaba sendo um diferencial.

Assim como você vai fazer para as contas a pagar é importante que se faça para as contas a receber, o procedimento é o mesmo. O valor recebido deve constar no fluxo de caixa efetivamente na data que você recebeu o dinheiro.

Faça um controle com todas as contas a receber, coloque sempre as informações necessárias, como data da venda, data do recebimento, cliente, descrição do pedido, forma como o cliente pagou, com cartão de crédito ou cheque, caso você já emita nota fiscal é importante você considerar neste cadastro o número da nota fiscal emitida.

4 – Organize as informações

Agora é hora de organizar as informações coletadas acima, pronto você já tem o seu fluxo de caixa. Agora você pode utilizar uma planilha simples, onde você organiza por dia, as entradas e despesas.

Com este relatório simples você terá diariamente o seu saldo, é importante que no início você entre com o saldo que você tinha anteriormente, assim você consegue controlar se está sobrando dinheiro naquela semana ou faltando dinheiro.

O seu saldo é o valor que sobra quando você subtrai a receita total menos a despesa total. Como você já tem tudo anotado a elaboração do seu fluxo de caixa se torna simples e fácil.

5 – Avaliação do resultado

O fluxo de caixa será uma ferramenta muito útil para você, com ele pronto é hora de você avaliar se o que você tem recebido consegue pagar todas as suas despesas.

A partir das contas a pagar e das contas a receber você poderá fazer uma projeção de como será a sua situação financeira, com uma média de suas vendas à vista e do que você tem a receber você saberá com facilidade se no dia do vencimento de uma determinada conta você terá o dinheiro suficiente para efetivar o pagamento ou se você precisará se socorrer com outro tipo de renda, além do seu negócio.

CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE O FLUXO DE CAIXA

Esta ferramenta é essencial para todas as empresas, independentemente do tamanho. Em especial para você que está começando seu negócio, muitas vezes o dinheiro que você tem é pouco e caso você não tenha uma programação bem feita das contas a pagar é possível que você comece a se endividar.

Além de formulários que você pode adquirir em papelarias para realização do fluxo de caixa, existem duas outras formas eficientes, a utilização de planilhas do Excel e a utilização de softwares disponíveis na Internet. Caso você tenha facilidade em utilizar as ferramentas computacionais estas são boas opções.

O planejamento financeiro é essencial para negócios duradouros, os 5 passos são simples e fáceis de se colocar em prática. Vale ressaltar que este artigo é uma base para você se desenvolver, à medida que seu negócio cresce vão surgindo necessidades específicas para cada negócio e você deverá ser profissionalizar cada vez mais.

Se você gostou deste artigo, não deixe de compartilhar com seus amigos!

Recomendados Para Você:

Sobre o autor | Website

Eu sou Eduardo Daldegan, apaixonado por chocolates, doces e principalmente por vendas, quero ajudar você a ter sucesso em seu próprio negócio.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Marília Gabriela BranbilaCanto disse:

    Ótima todas essas explicações. .precisamos saber como se organizar para não sair no prejuízo.