COMO CRIAR UMA EMPRESA: FORMALIZANDO SUA VENDA DE DOCES

Não há nada melhor do que ver nosso negócio crescer. Entretanto chega um ponto que para sua venda de doces continuar crescendo você vai precisar formalizar o seu negócio. Este artigo é sobre como criar uma empresa de maneira simples e fácil.

Antes de tudo você precisa entender que a formalização tem lados positivos e negativos.

Alguns pontos positivos podem ser listados:

  • Possibilidade de emissão de Nota Fiscal;
  • Comprovação de renda junto à Receita Federal;
  • Abertura de mercado para grandes compradores;
  • Facilidade a créditos bancários destinados a microempreendedores;
  • Contratação formal de funcionários.

O grande ponto negativo é o aumento do custo do seu produto. Alguns custos como pagamento de impostos e de contabilidade são inevitáveis. Mesmo assim, acredito que é melhor continuar crescendo do que preferir a informalidade.

como criar uma empresa passo a passoOs benefícios são maiores que os malefícios. Entretanto, é importante que você faça esta transição em um momento correto. Antes de se formalizar não deixe de procurar um profissional de contabilidade de confiança e apresente o seu negócio, os números e peça uma orientação profissional.

O contador poderá te orientar como criar uma empresa conforme a sua realidade. Neste artigo vamos nos limitar à criação do MEI – Microempreendedor Individual. Uma modalidade simples e fácil para sua formalização, além de ter um custo baixo no seu negócio.

COMO CRIAR UMA EMPRESA – PASSO A PASSO

1 – Consultar as atividades permitidas

Esta consulta é realizada para verificar se sua atividade pode ser cadastrada no MEI. O blog Vender Chocolate já verificou para você: você poderá se cadastra como Confeiteiro sem nenhum problema.

2 – Fazer uma consulta prévia

A consulta prévia é realizada na Prefeitura de sua cidade. Tem como objetivo garantir que a sua atividade pode ser realizada no endereço que você deseja indicar. Além disso, você receberá informações de outras exigências possíveis.

3 – Registrar a empresa

Para registrar a empresa você precisar acessar o site: Portal do Empreendedor. Você só conseguirá registrar o MEI por este portal.

Você vai precisar da seguinte documentação:

  • Consulta prévia;
  • Identidade;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço;
  • Título de eleitor ou recibo da declaração de imposto de renda.

Todo cadastro é de forma simples e intuitiva. Você vai realizar os seguintes passos:

  1. Clique em: FORMALIZAÇÃO – INSCRIÇÃO;
  2. Preencha o número do CPF e a data de nascimento;
  3. Caso você tenha feito sua declaração de imposto de renda, será solicitado o número da declaração. Senão será solicitado o número do seu título de eleitor;
  4. Será aberto o formulário de preenchimento de dados, onde você deverá preencher: informações de identificação, endereço, atividades e no final você deverá confirmar algumas declarações;
  5. Em seguida você deve clicar em: CONFIRMAR.

Após completar todos estes passos será emitido o CCMEI – Certificado de Condição de Microempreendedor Individual. Este certificado tem condição de um alvará provisório com validade de 180 dias.

4 – Alvará definitivo e impressão do CNPJ

Para conseguir seu alvará definitivo você deve ir à Prefeitura de sua cidade e solicitar este documento. Cada Município tem seus procedimentos internos. Após a emissão do CCMEI você poderá imprimir o seu CNPJ no site da Receita Federal.

CONDIÇÕES PARA SE TORNAR MEI

Para se cadastrar como MEI, você deverá se enquadrar nas seguintes condições:

  • Pertencer às atividades propostas;
  • Faturar anualmente até R$ 60.000,00;
  • Não ter sócios;
  • Não abrir filiais;
  • Ter no máximo 1 empregado ou trabalhar sozinho;
  • Não ser sócio de outra empresa.

IMPOSTOS A PAGAR

Como falado anteriormente você precisará pagar algumas taxas e impostos mensalmente:

  • 5% de um salário mínimo, ou seja, R$ 44,00 pagos ao INSS;
  • Para atividades de comércio: R$ 1,00 de ICMS;
  • Para atividades de prestação de serviço: R$ 5,00 de ISS.

O Microempreendedor Individual fica desobrigado de pagar taxas municipais e estaduais.

EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS E CONTABILIDADE

Quanto aos serviços de contabilidade você não precisa contratar alguém específico. Desde que, mensalmente você faça um relatório de receitas brutas no Portal do Empreendedor.

Para você que vende doces, a emissão de nota fiscal fica restrita a venda para outras empresas. Quando você vende diretamente para o consumidor final não é necessário a emissão de nota fiscal.

CONCLUSÃO

Como pode perceber o procedimento de como criar uma empresa é simples e fácil de ser realizado. Você deverá estar sempre atento ao lançamento mensal do relatório de receita bruta, caso você atrase este lançamento você poderá pagar multas.

Fique atento também caso você perceba que não está se enquadrando mais como Microempreendedor. Neste caso você deverá procurar uma contabilidade e realizar a inscrição de uma microempresa.

Espero que o artigo tenha sido útil, você ainda está com alguma dúvida de como criar uma empresa? Quer colaborar e deixar a sua dica, é só comentar mais embaixo, vou ficar muito feliz com sua ajuda.

Se valeu a pena ter lido este artigo, dê uma mãozinha, compartilhe com seus amigos é só clicar na sua rede social preferida aí embaixo.

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!